MPAC promove ação de combate à violência contra a mulher em Sena Madureira

Fonte-Antonio Kléber – Agência de Notícias do MPAC

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio do promotor de Justiça Júlio César de Medeiros, da Promotoria de Justiça Criminal de Entrância Final de Sena Madureira, que proferiu, no dia 30 de novembro deste ano, no auditório da CEDUP, no município, palestra iniciando o evento “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”.

Na ocasião, foram abordados temas como as diversas espécies de violência (física, psicológica, sexual, patrimonial, moral e obstetrícia) contra a mulher, bem como a necessidade de sempre se adotar um comportamento preventivo a fim de evitar um mal maior à integridade física da vítima e, principalmente, a indispensabilidade de uma postura corajosa e transparente da vítima em juízo, como forma de confirmar as eventuais agressões e, assim, fazer Justiça, não permitindo que a prática de violência se perpetue.

Segundo o Promotor, o que deve ficar claro para todos é que o Ministério Público não admite essas formas de violência advindas de uma sociedade machista e sexista, e todos os casos de agressões à mulher serão respondidos à altura, conforme a gravidade das ameaças e lesões corporais comprovadas. “Definitivamente, condutas como agressões reiteradas contra a mesma vítima não serão toleradas e receberão tratamento penal mais severo”, enfatizou.

Por fim, o Promotor alertou para a prática de crimes após o término da relação íntima de afeto, citando, inclusive, casos recentes de feminicídios consumados, e cobrou atenção redobrada, tanto das mulheres, como vítimas ou mães, quanto dos homens, como maridos ou pais presentes, a fim de que não admitam ameaças em relação às suas filhas ou conversas a sós destas com um possível agressor, após o término de um relacionamento de modo truculento.

Antonio Kléber – Agência de Notícias do MPAC

Com informações do MPAC/Sena Madureira

Deixe seu comentário

comentários