Gehlen Diniz: “A Reforma da Previdência do Acre não vai acabar com a Licença-prêmio nem com outras conquistas dos servidores”

O líder do governo disse que há um amplo debate com os sindicatos para os devidos esclarecimentos

Edinaldo Gomes, para o Senaonline.net

O deputado estadual Gehlen Diniz, líder do Governo na Assembleia Legislativa do Acre, concedeu entrevista ao Jornal Difusora desta terça-feira, 12, rebatendo algumas notícias falsas que se propagam nas redes sociais sobre a Reforma da Previdência do Acre proposta pelo governo.

Ele disse que, apesar de ser desgastante, esse problema tem que ser enfrentado já que a Reforma da Previdência é uma necessidade. “Quando um Estado não consegue mais pagar os salários de seus servidores isso prova que o Estado chegou ao fundo do poço e foi assim que o governador Gladson recebeu o Estado do Acre. Mas, com austeridade ele tem honrado o compromisso com os funcionários e, inclusive, pagou o 13º que o governo passado deixou de pagar. Porém, se não encarar o problema da Reforma da previdência de frente, o Estado se tornará insolvente porque o déficit atual é de 600 milhões de reais por ano”, comentou.

Sobre as notícias falsas espalhadas por alguns setores da oposição, Gehlen Diniz esclareceu: “A Reforma da Previdência não vai acabar com a licença-prêmio, nem com o pagamento da sexta parte aos servidores, auxílio-funeral, salário família, dentre outros. Quem está espalhando isso está mentindo”, salientou.

Por fim, o líder do governo disse que há um amplo debate com os sindicatos para os devidos esclarecimentos. “A previsão é de que a Reforma seja votada no dia 26 deste mês, mas até lá estamos dialogando com os sindicatos e repassando os devidos esclarecimentos”, frisou.

Gehlen Diniz acredita que se as medidas necessárias não forem adotadas neste momento, servidores ativos, pensionistas e aposentados poderão ter seu salários comprometidos visto que futuramente esse déficit da Previdência acreana pode chegar a 1 Bilhão de reais.

Deixe seu comentário

comentários